EventsEventosPodcast
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Austrália destaca três mil militares na reserva

Austrália destaca três mil militares na reserva
Direitos de autor Screenshot
Direitos de autor Screenshot
De  Patricia Tavares
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Militares vão ajudar no combate aos incêndios que estão a devastar o país.

PUBLICIDADE

A Austrália destaca três mil militares na reserva para ajudar no combate aos incêndios que estão a devastar o país.

O primeiro-ministro australiano disse que as próximas 24 horas vão ser "extremamente difíceis" devido à previsão de temperaturas altas e ventos fortes.

Scott Morrison adiantou também que mais duas pessoas morreram na sequência dos incêndios, que já fizeram pelo menos 23 mortos desde setembro.

As mortes ocorreram na ilha Kangaroo, a 112 quilómetros de Adelaide onde arderam 100 mil hectares.

A prioridade deste destacamento é ajudar a garantir a segurança da vida, apoiar as evacuações e as pessoas afetadas, especialmente em comunidades isoladas, prestar assistência e apoiar centros de evacuação geridos pelo estado. Trata-se de avançar em zonas que foram devastadas pelo fogo, para apoiar as necessidades imediatas de resposta e os trabalhos de recuperação virão a seguir. A operação da defesa australiana inclui o destacamento de até 3 mil elementos da reserva militar.
Scott Morrison
Primeiro-ministro da Austrália

Os incêndios florestais na Austrália já queimaram cerca de cinco milhões de hectares e destruiram mais de 1400 habitações.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

O que fez colapsar o restaurante Medusa em Maiorca?

Incêndio de grandes dimensões consome depósito de gás na Tailândia

Arguidos do incêndio de 2018 que matou mais de 100 pessoas na Grécia voltam a julgamento