EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Austrália prepara-se para nova vaga de calor

Austrália prepara-se para nova vaga de calor
Direitos de autor AP Photo/Rick Rycroft
Direitos de autor AP Photo/Rick Rycroft
De  Rodrigo Barbosa com AFP / EFE
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Bombeiros australianos redobram esforços para tentar conter incêndios, antes da nova subida das temperaturas, prevista para o final da semana

PUBLICIDADE

Os bombeiros australianos redobram esforços para tentar controlar os incêndios que devastam grande parte du sudeste do país, aproveitando um início de semana mais clemente, antes da chegada de uma nova vaga de calor, prevista para sexta-feira, acompanhada por um reforço dos ventos.

A devastação na emblemática ilha Kangaroo, considerada um santuário natural com uma fauna e flora únicas, serve de imagem à gigantesca fatura cobrada pelos mais de 200 fogos ativos na Austrália, que já reclamaram 25 vidas e queimaram uma superfície de 80.000 quilómetros quadrados, o equivalente a cerca de 90 por cento do território português.

Criticado pela resposta lenta à crise e pela falta de uma política de combate às alterações climáticas, o primeiro-ministro Scott Morrison prometeu o equivalente a 1200 milhões de euros para financiar a r ecuperação das zonas afetadas e assistir as vítimas nos próximos dois anos:

"Os fogos ainda estão a arder e vão continuar durante os próximos meses. Foi por isso que delineei este investimento inicial e adicional de dois mil milhões de dólares. Se for necessário mais e o custo for superior, mais será providenciado."

No Estado de Nova Gales do Sul, o mais afetado, 2600 bombeiros trabalham sem descanso para tentar extinguir ou conter os cerca de 130 incêndios ativos.

Em mais um sinal da amplitude da tragédia, os serviços meteorológicos do Chile e da Argentina anunciaram ter detetado nos céus sobre os dois países fumo dos incêndios australianos, a mais de 12.000 quilómetros de distância.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Europa invadida por onda de calor do norte de África

Diplomacia dos pandas: primeiro-ministro chinês visitou zoo de Adelaide para ver Wang Wang e Fu Bi

Austrália: cidadão francês que enfrentou atacante em Sydney torna-se residente permanente