Bento XVI afasta-se de polémica sobre celibato dos padres

Bento XVI afasta-se de polémica sobre celibato dos padres
Direitos de autor L'Osservatore Romano/Pool Photo via AP
De  Rodrigo Barbosa com AFP / EFE
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Joseph Ratzinger pediu que nome e foto fossem retirados de livro que parece contrariar Papa Francisco

Joseph Ratzinger pôs fim a 48 horas de túmulto no Vaticano, pedindo que o seu nome e fotografia sejam retirados de um livro assinado pelo cardeal Robert Sarah, que parece contrariar o Papa Francisco ao defender o celibato dos padres.

PUBLICIDADE

A informação foi avançada pelo secretário particular do papa emérito Bento XVI.

Deborah Lubov, correspondente da agência Zenit no Vaticano: "O que é importante é ter em mente que não há realmente uma contradição com o Papa Francisco. O Vaticano, na sua própria declaração, através do seu diretor editorial e do seu porta-voz, frisou que há continuidade entre o que disse o Papa Francisco acerca do assunto, desde que era Arcebispo de Buenos Aires, e o que diz agora o Papa Bento XVI."

O livro tinha publicação agendada para esta semana em França, numa altura em que o Papa Francisco se deve pronunciar sobre a possibilidade da ordenação de padres casados na Amazónia, uma região do mundo que sofre de escassez de religiosos para difundir o catolicismo.

A capa que tinha sido apresentada da obra exibia a foto de Bento XVI ao lado da do cardeal Sarah, dando a entender uma coautoria.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Fiéis prestam tributo a Bento XVI

Há 10 anos começava uma "pequena grande revolução" na Igreja Católica

Abusos na Igreja em Itália: trabalho de recolher denúncias deixado às ONG