Última hora
This content is not available in your region

Aumenta número de mortos em explosão num complexo petroquímico na Catalunha

Aumenta número de mortos em explosão num complexo petroquímico na Catalunha
Direitos de autor
AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

Subiu para dois o número de mortos na sequência de duas explosões, seguidas de um incêndio, terem ocorrido num complexo petroquímico, em Tarragona, na Catalunha.

A segunda vítima mortal estava desaparecida e foi encontrada esta manhã, após horas de buscas.

O município declarou dois dias de luto oficial.

A explosão chegou a ser ouvida a 50 quilómetros do local da eclosão, no nordeste de Espanha.

Por prevenção, as autoridades catalãs começaram por pedir às pessoas que ficassem em casa. Mas, de acordo com a Proteção Civil, não foram detetadas quaisquer substâncias tóxicas no ar.

No complexo, havia óxido de etileno, um composto químico usado na produção de detergentes e solventes.

Uma testemunha perto do local do incidente diz ter ouvido "um barulho estranho, muito alto", no "exato momento da explosão" e depois ter sido deitada ao chão pela onda de impacto.

Dezenas de bombeiros responderam à chamada para extinguir o incêndio.

O ministro catalão do Interior, afirmou durante a noite, que cerca de 30 operacionais iriam manter-se nas imediações do local para garantir o arrefecimento dos tanques com produtos químicos nas zonas próximas da explosão.

A circulação ferroviária a partir de Tarragona foi temporariamente encerrada pela Proteção civil, mas está de volta ao normal funcionamento.

Os bombeiros vão dar início a uma investigação às estruturas dos edifícios no complexo para determinar as causas do incidente.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.