Última hora
This content is not available in your region

Emmanuel Macron sob escolta policial

euronews_icons_loading
Emmanuel Macron sob escolta policial
Direitos de autor  AFP / Lucas BARIOULET
Tamanho do texto Aa Aa

Emmanuel Macron teve de ser retirado, esta sexta-feira à noite, de um Teatro em Paris sob escolta policial devido a um protesto.

Depois de ter sido divulgado nas redes sociais que o presidente assistia a uma peça de teatro, na capital francesa, dezenas de pessoas acorreram ao local onde pediram a demissão chefe de Estado.

De acordo com a comitiva presidencial, os manifestantes tentaram invadir o edifício.

Emmanuel Macron e a primeira-dama acabaram por ficar até ao final da peça sendo, depois escoltados pela polícia no carro presidencial.

Emmanuel Macron tem sido fortemente contestado nas ruas devido à reforma do sistema nacional de pensões proposta pelo seu Governo.

Horas antes, o Museu do Louvre fechava as portas devido a um protesto.

No quadragésimo quarto dia de greves e manifestações, mais de uma centena de pessoas bloqueou as entradas deste que é o museu mais visitado do mundo.

Em frente à famosa pirâmide, os manifestantes exigiram a demissão do presidente francês.