EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Aviões provenientes da China continuam a aterrar na Hungria

Aviões provenientes da China continuam a aterrar na Hungria
Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

#Coronavírus: Especialista húngaro diz não descartar possibilidade de propagação devido ao número elevado de estudantes e trabalhadores que regressaram à Hungria

PUBLICIDADE

No Aeroporto Internacional de Budapeste, os aviões provenientes da China vão aterrando, sem qualquer restrição. Embora a Hungria não faça parte da lista dos países com casos de pessoas infetadas com o coronavírus, esta semana, um piloto chinês foi levado para o hospital da capital húngara depois de se sentir mal. O vírus acabou por ser despistado.

Apesar da ameaça, o governo húngaro não tomou nenhuma medida para evitar a propagação que já infetou milhares de pessoas em todo o mundo.

Segundo um infeciologista da Universidade de Semmelweis, na Hungria, a propagação não pode ser descartada. 

"É muito provável que o vírus apareça na Hungria, não podemos excluir a possibilidade, considerando os hábitos de viagem de hoje em dia e também o facto de que há um número significativo de estudantes chineses nas nossas universidades.", explicou à Euronews. 

Além de estudantes, muitos chineses a viverem na Hungria foram à China durante as férias de ano novo chinês e regressaram já depois do surto. Muitos deles trabalham em fábricas com centenas de funcionários.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Comunidade internacional reage ao novo coronavírus

Confirmado primeiro caso de coronavírus na Finlândia

Investigadores lutam contra o coronavírus