Última hora
This content is not available in your region

Confirmado primeiro caso de coronavírus na Finlândia

euronews_icons_loading
Confirmado primeiro caso de coronavírus na Finlândia
Direitos de autor  Chinatopix via AP
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades da Finlândia dão conta do primeiro caso confirmado de uma pessoa portadora do coronavírus no país. Trata-se de uma turista chinesa, de 32 anos, que saiu de Wuhan há cinco dias.

A epidemia teve origem nesta cidade chinesa. Mais de uma centena de pessoas já morreu. Em todo o mundo, há cerca de 6000 infetados.

França que pediu a ativação do Mecanismo Europeu de Proteção Civil. Em resposta, a União Europeia vai enviar dois aviões para repatriará 250 franceses e até uma centena de cidadãos de outros países europeus, que pretendam deixar a cidade.

Janez Lenarčič, comissãrio europeu para a gestão de crises explica que as "autoridades francesas estão em estreito contacto com as autoridades chinesas, para elaborar os detalhes operacionais dos voos anunciados". Acrescenta que é "importante entender que, neste contexto e tendo em conta as circunstâncias, trata-se de uma operação muito complexa que requer tempo e paciência".

As principais construtoras automóveis gaulesas PSA e Renault têm fábricas, três e uma, respetivamente, nesta cidade chinesa.

As grandes companhias aéreas começaram a cancelar os seus voos para a China, entre elas a Bristish Airways e a Lufthansa, já esta quarta-feira. Teme-se a propagação do coronavírus. As agências e operadores turísticos aconselham a suspensão ou adiamento de viagens para este destino.

Para quinta-feira foi marcada uma reunião de emergência da Organização Mundial de Saúde, onde se debaterá esta epidemia.