EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Pedro Sánchez e Quim Torra abrem via do diálogo

Pedro Sánchez e Quim Torra abrem via do diálogo
Direitos de autor Emilio Morenatti/ASSOCIATED PRESS
Direitos de autor Emilio Morenatti/ASSOCIATED PRESS
De  Patricia Tavares
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Primeiro encontro estabelece bases para a mesa de negociações.

PUBLICIDADE

Pedro Sánchez e Quim Torra reúnem-se com vontade de abrir a via do diálogo. Foi o primeiro passo no cumprimento do acordo de Governo entre o PSOE e o Esquerda Republicana: a criação de uma mesa de diálogo pré-estipulada que vai acontecer neste mês de Fevereiro.

A ideia deste primeiro encontro foi cultivar um ambiente de diálogo sobre o conflito catalão e estabelecer as bases da futura mesa de negociações. O Governo espanhol disse que não existem assuntos proibidos, mas avisou que os limites são impostos pela própria Constituição espanhola.

Estamos convencidos que podemos superar a resistência dos que não querem o diálogo, porque os que querem o diálogo e o reencontro são muitos mais e, para além disso, representamos o princípio da esperança. E até acredito que os que se opõem ao diálogo, visto que não oferecem nada de positivo, vão acabar por unir-se à via do acordo para não ficarem sozinhos. Os mediadores vão ser os 47 milhões de cidadãos, testemunhas de um diálogo franco, sincero e aberto, no qual, logicamente, conhecerão todas as propostas e todos os pareceres e posições do Governo da Espanha e do Governo da Geralitat da Catalunha.
Pedro Sánchez
Primeiro-Ministro de Espanha

Apesar de conhecer a posição do governo, Quim Torra deve colocar em cima da mesa a autodeterminação da Catalunha e a realização de um novo referendo.

Por um lado, queremos o exercício do direito de autodeterminação, especificado num referendo acordado validamente entre governos com efeitos internacionais e o fim da repressão... ou seja, que páre todos os processos judiciais repressivos, as ações do Minis tério Público ou da Advocacia do Estado.
Quim Torra
Presidente da Generalitat da Catalunha
Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Espanha: Sánchez quer que a comunidade internacional "exerça mais pressão" sobre Israel

O Supremo Tribunal mantém o mandado de captura de Puigdemont após a publicação da lei da amnistia

Ilha de Menorca: aldeia de Binibeca Vell com horário restrito de visitas durante o verão