Última hora
This content is not available in your region

Jovens marcham pelo clima e pedem mais medidas aos políticos

euronews_icons_loading
Jovens marcham pelo clima e pedem mais medidas aos políticos
Direitos de autor
AP
Tamanho do texto Aa Aa

Perto de mil jovens percorreram as ruas de Bruxelas, na Bélgica, na marcha "Sexta-feiras pelo clima".

O movimento, criado pela jovem ativista Greta Thunberg, acontece alguns dias depois de soarem críticas, no parlamento europeu, em relação à postura dos adolescentes perante os problemas climáticos.

Josep Borrell, Alto Representante da União Europeia para os Negócios Estrangeiros, criou polémica ao dizer que os jovens que lutam pelo clima não estão cientes dos custos das medidas que exigem nas ruas.

A jovem ativista representante do movimento descartou esta tarde as críticas e defende o papel que os jovens, tal como ela, têm na sociedade. Anuna De Wever deixou o apelo ao governo para que mais medidas sejam tomadas.

AP Photo/Francisco Seco

Os jovens celebram o Acordo Verde criado em 2019, mas admitem que o prazo de 2050 estabelecido para atingir as metas é demasiado distante.

A preservação dos oceanos foi o tema central desta manifestação. Em paralelo com o pedido deixado esta semana por António Guterres, secretário-geral das Nações Unidas, a jovem representante da matéria, fala de regras mais rígidas e alerta para que a sobrepesca pare em 2020.

Quanto aos jovens, prometem continuar nas ruas, mesmo depois do governo da Bélgica ter 'apertado o cerco' a quem faltava às aulas para participar nos protestos.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.