Última hora
This content is not available in your region

"You will die at 20": Cinema regressa ao Sudão

euronews_icons_loading
"You will die at 20": Cinema regressa ao Sudão
Direitos de autor  euronews - inspire Middle East
Tamanho do texto Aa Aa

Sudão, província de Aljazira: Pouco depois de nascer, Muzamil é alvo de uma profecia, por parte do ancião da aldeia, que diz que vai morrer aos 20 anos. Desesperado, o pai foge de casa e é a mãe quem o cria sozinha.

É a história de "You will die at 20" ("Vais morrer aos 20 anos"), um filme de Amjad Abu Alala, do Sudão: Um país martirizado pela guerra e quase sem cinema, atualmente.

"No Sudão não existe, neste momento, uma cena cinematográfica. É mau não haver cinema no país há 30 anos. Mas ao mesmo tempo é positivo, porque a minha geração de cineastas sudaneses depara-se com um país cheio de histórias por contar. Estamos habituados aos filmes africanos e aos filmes árabes. A mistura dos dois é que é a novidade. E o Sudão é essa mistura", conta o realizador.

O filme é uma co-produção de França, Noruega, Alemanha e Egito. Entrou no último festival de Veneza e ganhou o Leão do Futuro, para o melhor primeiro filme.

Diz Amjad Abu Alala: "Fazer um filme com boa qualidade era o meu objetivo, desde que decidi fazer uma longa-metragem há dez anos. Tinha a certeza que queria algo de qualidade, não só em termos de atores, como em termos de visuais. E sei também como trabalhar com os sudaneses".

Depois de Veneza, o filme passou por vários festivais e teve esta semana estreia comercial em França.