Última hora
This content is not available in your region

Senado vota para limitar Trump acerca do Irão

euronews_icons_loading
Senado vota para limitar Trump acerca do Irão
Direitos de autor  AP Photo/Vahid Salemi
Tamanho do texto Aa Aa

O Senado dos Estados Unidos aprovou um projeto de lei que impede o presidente de avançar com uma ação militar contra o Irão sem pedir a autorização do Congresso. Um golpe duro, mas essencialmente simbólico, para a a autoridade de Donald Trump.

A iniciativa foi aprovada por todos os senadores democratas e oito republicanos.

Tim Kaine, senador democrata: ""O presidente dos Estados Unidos, este e qualquer outro, precisa de ter sempre a capacidade de defender o país contra ataques iminentes, sem pedir a permissão a ninguém. Penso que o mundo sabe que o faremos. Mas é esta instituição que precisa de decidir se passamos à ofensiva e avançamos com uma ação militar. E sabem que mais? O mundo também sabe que o faremos."

James Risch, senador republicano: "Uma das mensagens que resultará disto, da forma como está escrito, é que os responsáveis por esta lei querem enviar uma mensagem de apaziguamento ao Irão. Isso já foi tentado e não funcionou. A última administração tentou tudo para apaziguar o Irão e foi largamente traída."

O projeto não deverá passar do Senado, já que precisa da assinatura de Trump, que já afirmou que vai vetar a lei. Seria necessária uma maioria de dois terços das duas câmaras do Congresso - que neste caso não existe - para revogar esse veto.