Última hora
This content is not available in your region

Turquia e Rússia discutem situação na Síria

euronews_icons_loading
Turquia e Rússia discutem situação na Síria
Direitos de autor  AP
Tamanho do texto Aa Aa

O ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Serguei Lavrov, encontrou-se com o homólogo turco à margem da conferência sobre a segurança de Munique. Em cima da mesa, as divergências dos dois países sobre a Síria. Mevlut Cavusoglu anunciou que uma delegação turca vai deslocar-se à Rússia na segunda-feira, para discutir a situação na província de Idlib.

A Human Rights Watch pediu aos líderes europeus para pressionarem o presidente russo Vladimir Putin a pôr fim à grave situação que se vive em Idlib. "A chave para acabar com esta crise é a Rússia. O Governo sírio não pode prosseguir sem o apoio aéreo da Rússia. E a Rússia usa várias desculpas. Primeiro, diz que existem cerca de 10 000 jihadistas que controlam Idlib, o que é verdade, mas isso não justifica o bombardeamento indiscriminado da população civil ", sublinhou Kenneth Roth, diretor executivo da Human Rights Watch.

Depois da reunião, o ministro turco dos Negócios Estrangeiros disse que dois milhões de pessoas podem dirigir-se para a fronteira da Turquia com a Síria, se não houver um cessar-fogo. Turquia e Estados Unidos acordaram, este sábado, condenar os ataques do regime sírio, apoiado por Moscovo, na região de Idlib.