Última hora
This content is not available in your region

Mais de 70.000 casos de coronavírus na China

euronews_icons_loading
Mais de 70.000 casos de coronavírus na China
Direitos de autor  AP Photo/Koji Sasahara
Tamanho do texto Aa Aa

A China conta já com mais de 70.000 casos de contaminação com o novo coronavírus Covid-19.

Depois de três dias a registar descidas no número de novos casos detetados, esta segunda-feira começou marcada por uma nova subida, com duas mil novas infeções e mais 105 mortes. Um golpe para o otimismo das autoridades sanitárias de Wuhan, epicentro do surto de coronavírus, que acreditavam este domingo ter chegado ao ponto de inflexão da epidemia.

Em França, chegaram ao fim as duas semanas de quarentena para um segundo grupo de 120 repatriados provenientes de Wuhan. No território francês foram identificados até ao momento 12 casos, entre os quais o de um turista chinês de 80 anos que, no sábado, se tornou na primeira vítima mortal fora da Ásia.

Na Alemanha e na Bélgica, vários europeus repatriados do epicentro da epidemia puderam também sair de quarentena, depois de todos os testes terem dado negativo.

Patrick Soentjes, Infectologista do Instituto de Medicina Tropical de Antuérpia: "Estão bastante bem. Fizémos vários testes nas últimas duas semanas e deram todos negativo. Por isso podem sair do hospital em segurança, sem máscaras, e podem entrar em contacto com outras pessoas."

O quadro é bem menos otimista para as centenas de pessoas confinada s desde o início do mês no navio de cruzeiro Diamond Princess, atracado no porto de Yokohama, no Japão.

Até ao momento, foram detetados 355 casos a bordo, entre os quais 40 norte-americanos, que serão transferidos para um hospital japonês para tratamento.

Outros 300 norte-americanos que se encontravam a bordo foram autorizados a sair para apanhar um voo para os Estados Unidos, onde os espera um novo período de quarentena, num hospital militar.