Última hora
This content is not available in your region

Manifestação contestada do Pegida em Dresden

euronews_icons_loading
Manifestação contestada do Pegida em Dresden
Direitos de autor  Robert Michael/dpa via AP
Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de apoiantes do movimento xenófobo Pegida mobilizaram-se numa nova manifestação em Dresden.

A organização anti-imigração e anti-Islão organizou, até ao momento, 200 protestos na cidade alemã.

O desta segunda-feira contou com a presença de Björn Höcke, líder do partido da extrema-direita Alternativa para a Alemanha no Estado federal da Turíngia.

É importante assinalar que 200 manifestações do Pegida é demasiado. Sobretudo com Höcke, temos em Dresden o mais feroz representante da Alternativa para a Alemanha e temos de mostrar-nos contra isso.
Carsten Biesok
deputado do Partido Liberal Democrata (FDP)

A mobilização do Pegida foi fortemente contestada em Dresden, com mais de 2500 pessoas a manifestarem-se em oposição.

Mais de 400 polícias foram mobilizados para tentar evitar situações tensas.

Não podemos simplesmente permitir discursos de ódio que, com cada palavra, minam a nossa ordem e liberdade democrática, golpeando-a sistematicamente.
Markus Reichel
União Democrata-Cristã (CDU)

O movimento Pegida contesta, deste 2014, as políticas de Angela Merkel que permitiram a entrada de milhares de refugiados na Alemanha, denunciando uma suposta "islamização" da Europa.