Última hora
This content is not available in your region

Itália isola 10 cidades devido ao coronavírus

euronews_icons_loading
Itália isola 10 cidades devido ao coronavírus
Direitos de autor  MIGUEL MEDINA / AFP
Tamanho do texto Aa Aa

As ruas e as estradas no norte de Itália estão quase desertas.

Com mais de 150 casos do novo coronavírus Covid-19 confirmados, e três mortes, o Governo italiano ativou o plano nacional de emergência, isolando 10 cidades das regiões da Lombardia e de Véneto. Cerca de 52 mil pessoas ficam, assim, numa espécie de quarentena.

"Decidimos que nas áreas identificadas como focos, não seja permitida a entrada e saída, salvo eventuais e específicas exceções que serão avaliadas caso a caso", anunciou o primeiro-ministro italiano Giuseppe Conte.

Edifícios públicos, empresas, estabelecimentos comerciais, igrejas, restaurantes e escolas foram encerrados nas zonas mais críticas.

Praticamente, todos os eventos públicos, na região, foram cancelados, incluindo os jogos do Inter de Milão - Sampdoria, Atalanta - Sassuolo e Hellas Verona - Cagliari, do campeonato nacional de futebol, agendados para este domingo.

Em Milão, o centro económico de Itália, as ruas estão praticamente desertas. O presidente da Câmara Municipal, Giuseppe Sala, anunciou que na próxima semana todas as escolas, cinemas e teatros estarão encerrados.

"Não estamos despreparados, mas há outra verdade: é preciso dizer que nenhum de nós sabe quais serão os desenvolvimentos".

As autoridades italianas ordenaram, ainda, a suspensão este domingo dos festejos do Carnaval de Veneza, para tentar travar a propagação do Covid-19.

O evento costuma atrair, anualmente, dezenas de milhares de pessoas.

O novo coronavírus dita, assim, o fim da folia neste que é um dos mais antigos carnavais do mundo e cuja edição deste ano teve início no dia oito de fevereiro com um grande desfile.