Última hora
This content is not available in your region

Milhares de migrantes bloqueados na fronteira da Grécia com a Turquia

euronews_icons_loading
Milhares de migrantes bloqueados na fronteira da Grécia com a Turquia
Direitos de autor  AP
Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de refugiados e migrantes permanecem bloqueados na fronteira da Grécia com a Turquia. Elementos da polícia e das forças armadas gregas estão a impedir a entrada no país de uma vaga de pessoas, depois de Ancara ter decidido abrir as portas rumo à União Europeia.

Os migrantes têm apedrejado as autoridades, que têm respondido com granadas de atordoamento e gás lacrimogéneo.

Desde sexta-feira, 4000 pessoas foram impedidas de entrar na Grécia e 66 foram detidas.

"Estamos a ter dificuldades. Estamos a fazer tudo o que podemos para manter as nossas fronteiras fechadas. É claro que eles não são refugiados, que não são sírios. Estamos a falar de muitas nacionalidades e de um fluxo enorme de refugiados. A Turquia decidiu mandar-nos 'vagas de refugiados' e estamos a tentar gerir esta situação sem precedentes", diz Panagiotis Harelas, responsável sindical dos guarda-fronteiriços.

De acordo com a polícia grega, os migrantes usam químicos e gás lacrimogéneo produzidos na Turquia.

Enquanto muitos migrantes tentam passar nos postos fronteiriços, alguns tentam escapar através do rio Evros. 52 embarcações da Marinha e da Guarda Costeira estão a patrulhar o Mar Egeu.

"Estamos apenas a alguns metros da fronteira com a Turquia e isto foi o mais próximo que conseguimos chegar. Ainda agora, centenas de migrantes estão a juntar-se aqui e a tentar cruzar a fronteira, o que é impossível, já que as autoridades gregas selaram a área", testemunha o enviado especial da Euronews à fronteira da Grécia com a Turquia, Apostolos Staikos.