Última hora
This content is not available in your region

Oposição vence na Eslováquia

euronews_icons_loading
Oposição vence na Eslováquia
Direitos de autor  AP Photo/Petr David Josek   -   Petr David Josek
Tamanho do texto Aa Aa

Os eslovacos pediam mudança e escolheram o partido da oposição nas legislativas deste sábado.

O Pessoas Comuns e Personalidades Independentes (OLaNO, populista conservador), de Igor Matovic, venceu as legislativas na Eslováquia, segundo resultados preliminares, com o primeiro-ministro Peter Pellegrini a reconhecer a derrota da Direção Social-democracia (Smer-SD).

Com os votos de cerca de 75% das quase 6.000 assembleias de voto contados pelo Departamento de Estatística no início de domingo, o partido conservador assegurou 24,8% dos votos (52 dos 150 assentos do parlamento).

Reações aos resultados

No discurso da vitória, Igor Matovic falou dos resultados como um símbolo da luta contra o atual “governo mafioso”. Uma luta, diz Matovic, que começou em 1989 quando o país derrubou os comunistas.

"Parabéns ao vencedor", disse Pellegrini à imprensa na noite de sábado para domingo, avisando que o "bom marketing" de Matovic o ajudou a chegar ao poder, mas "não é suficiente para governar".

Desafios

O novo executivo assume como o primeiro grande desafio, a construção do “melhor governo da história da Eslováquia” sem corrupção e não apenas para os ricos.

Segundo os analistas, o desafio para Matovic será a formação de uma aliança com os liberais como a Liberdade e Solidariedade (SaS) ou com a coligação eslovaca Progressive-United (PS-S), uma tarefa difícil, dadas as muitas divergências e atritos que se tornaram claras na campanha eleitoral.