Última hora
This content is not available in your region

Coronavírus deixa sequelas na economia global

euronews_icons_loading
Coronavírus deixa sequelas na economia global
Direitos de autor  Nhac NGUYEN / AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Mais que uma ameaça à saúde pública, o coronavírus é uma séria ameaça à economia global. A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico publicou um relatório com o impacto previsto da epidemia e o cenário é desolador. O documento da OCDE sublinha que os bancos centrais pouco podem fazer para inverter a tendência e que terão de ser os países a agir através do aumento do investimento público.

De acordo com o cenário mais otimista, a economia global irá crescer 2,4% em 2020, há quatro meses o crescimento previsto era 2,9%. No cenário mais negro, o número não passará de 1,5%. Os números são naturalmente arrastados pela economia chinesa, que na melhor das hipóteses irá crescer 4,9%. Em 2019 cresceu 6,1%.

As medidas sanitárias impostas para tentar conter a epidemia afetaram todos os elos da cadeia de produção e distribuição, provocando escassez de matérias-primas a nível mundial e o cancelamento de eventos como o Salão Automóvel de Genebra.