EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Pete Buttigieg abandona a corrida às primárias democratas

Pete Buttigieg abandona a corrida às primárias democratas
Direitos de autor AP Photo/Mary SchwalmMary Schwalm
Direitos de autor AP Photo/Mary Schwalm
De  euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Depois de vencer no estado de Iowa, o ex-representante da maior cidade do Indiana anunciou, este domingo à noite, a saída do 'palco' democrata depois da derrota da última eleição, no estado da Carolina do Sul

PUBLICIDADE

Considerado um candidato histórico, Pete Buttigieg desistiu da corrida às primárias do Partido democrata, nos EUA. Com 38 anos, o candidato, filho de imigrantes, poliglota e com um passado militar, tornou-se no primeiro homosexual assumido a candidatar-se à Casa Branca.

Depois de vencer no estado de Iowa, o ex-representante da maior cidade do Indiana anunciou, este domingo à noite, a saída do 'palco' democrata depois da derrota da última eleição, no estado da Carolina do Sul. Buttigieg ficou em quarto lugar com 8,2%, atrás de Joe Biden (48,4%), Bernie Sanders (19,9%) e Tom Steyer (11,3%).

Perante os apoiantes e a comunicação social, Pete Buttigieg assumiu que o caminho das primárias "se estreitou".

"Depois de um ano a ir a tanto sítio, a conhecer-vos a todos, a desafiar todas as expectativas, a conquistar votos. A verdade é que o caminho se estreitou para a nossa candidatura e se não para a nossa causa.", disse Pete Buttigieg.

A vitória de Joe Biden na Carolina do Sul assombrou a esperança de Buttigieg e abalou a persistência de Bernie Sanders, o qual continua a liderar a frente da corrida com a vitória em dois estados, Nevada e Nova Hampshire.

"Obrigado por me convidarem para as vossas casas, compartilharem as vossas histórias e por confiarem em mim. Lançamos a nossa campanha porque os americanos estão famintos por um novo tipo de política que nos une. Juntos venceremos e construiremos a era que deve seguir-se."

A saída inesperada de Buttigieg acontece dois dias antes da "Super Terça-feira", dia em que 14 estados norte-americanos vão às urnas escolher que candidato querem que represente o Partido Democrata contra Donald Trump nas próximas eleições presidenciais. Neste 3 de março, as escolhas ficam mais claras, naquele que é um dia decisivo para os seis candidatos que continuam na corrida, agora sem Pete Buttigieg.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

EUA: Biden venceu a noite mas a corrida é mais renhida do que parece

A "Super Terça-feira" de Joe Biden e a Califórnia de Sanders

Bernie Sanders conquista "caucus" do Nevada