Última hora
This content is not available in your region

Pete Buttigieg abandona a corrida às primárias democratas

euronews_icons_loading
Pete Buttigieg abandona a corrida às primárias democratas
Direitos de autor  AP Photo/Mary Schwalm   -   Mary Schwalm
Tamanho do texto Aa Aa

Considerado um candidato histórico, Pete Buttigieg desistiu da corrida às primárias do Partido democrata, nos EUA. Com 38 anos, o candidato, filho de imigrantes, poliglota e com um passado militar, tornou-se no primeiro homosexual assumido a candidatar-se à Casa Branca.

Depois de vencer no estado de Iowa, o ex-representante da maior cidade do Indiana anunciou, este domingo à noite, a saída do 'palco' democrata depois da derrota da última eleição, no estado da Carolina do Sul. Buttigieg ficou em quarto lugar com 8,2%, atrás de Joe Biden (48,4%), Bernie Sanders (19,9%) e Tom Steyer (11,3%).

Perante os apoiantes e a comunicação social, Pete Buttigieg assumiu que o caminho das primárias "se estreitou".

"Depois de um ano a ir a tanto sítio, a conhecer-vos a todos, a desafiar todas as expectativas, a conquistar votos. A verdade é que o caminho se estreitou para a nossa candidatura e se não para a nossa causa.", disse Pete Buttigieg.

A vitória de Joe Biden na Carolina do Sul assombrou a esperança de Buttigieg e abalou a persistência de Bernie Sanders, o qual continua a liderar a frente da corrida com a vitória em dois estados, Nevada e Nova Hampshire.

"Obrigado por me convidarem para as vossas casas, compartilharem as vossas histórias e por confiarem em mim. Lançamos a nossa campanha porque os americanos estão famintos por um novo tipo de política que nos une. Juntos venceremos e construiremos a era que deve seguir-se."

A saída inesperada de Buttigieg acontece dois dias antes da "Super Terça-feira", dia em que 14 estados norte-americanos vão às urnas escolher que candidato querem que represente o Partido Democrata contra Donald Trump nas próximas eleições presidenciais. Neste 3 de março, as escolhas ficam mais claras, naquele que é um dia decisivo para os seis candidatos que continuam na corrida, agora sem Pete Buttigieg.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.