Última hora
This content is not available in your region

Putin e Erdogan acordam cessar-fogo para a Síria

euronews_icons_loading
Putin e Erdogan acordam cessar-fogo para a Síria
Direitos de autor  AP
Tamanho do texto Aa Aa

Rússia e Turquia chegaram a um acordo de cessar-fogo na região de Idlib, noroeste da Síria.

O aumento de confrontos na região ameaçava colocar as forças dos dois países em conflito militar direto.

Desde o final de fevereiro, mais de 30 soldados turcos morreram em ataques do exército sírio contra posições rebeldes.

"Durante este processo, a Turquia reserva-se o direito de retaliar com toda a força e em qualquer lugar contra qualquer ataque que possa ser conduzido pelo regime," declarou o Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan.

Putin expressou a esperança de que o acordo acabe com o sofrimento de civis e ajude a conter uma crise humanitária.

"Estamos a defender o princípio de proteger a soberania e a integridade territorial da Síria. Estamos convencidos de que não podemos permitir o enfraquecimento da luta contra o terrorismo internacional," afirmou o Presidente da Rússia, Vladimir Putin.

No início das negociações no Kremlin, que duraram mais de seis horas, os Presidentes Putin e Erdogan sublinharam a necessidade de chegar a acordo. Um dos objetivos era evitar danos às relações bilaterais e ao comércio florescente entre Rússia Turquia.

Idlib é a última fortaleza rebelde na guerra civil que há nove anos devasta a Síria.