Última hora
This content is not available in your region

Um quarto dos italianos em quarentena

euronews_icons_loading
Um quarto dos italianos em quarentena
Direitos de autor  Domenico Stinellis/AP
Tamanho do texto Aa Aa

Já passava das duas da manhã quando o primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, veio anunciar o isolamento de cerca de um quarto da população do país. O mesmo é dizer que perto de 16 milhões de habitantes do norte de Itália deverão ficar confinados à zona onde vivem pelo menos até ao dia 3 de abril. A medida abrange a região da Lombardia e outras 14 províncias, incluindo Pádua, Rimini, Parma e Veneza.

O decreto estabelece a suspensão de todas as competições desportivas nestas áreas, todos os acontecimentos culturais ou religiosos, assim como a atividade de ginásios, museus, cinemas e bares em todo o país.

Depois de se tornar público que também o líder do Partido Democrático, Nicola Zingaretti, está infetado com o novo coronavírus, a Itália acorda então para um novo dispositivo que abrange igualmente os restaurantes nas zonas evocadas, por exemplo, onde se terá de respeitar a distância de um metro de segurança entre clientes.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.