Última hora
This content is not available in your region

Restrições à fronteira entre Portugal e Espanha a partir de segunda-feira

euronews_icons_loading
Portugal Virus Outbreak
Portugal Virus Outbreak   -   Direitos de autor  Armando Franca/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Em conferência de imprensa, o primeiro-ministro português, António Costa, afirmou que esta segunda-feira vai realizar-se uma reunião dos ministros da Saúde e da Administração Interna da União Europeia para decidir sobre a questão das fronteiras dentro da UE. Além disso, vai decorrer uma reunião com o Governo Espanhol para decidir a questão da fronteira interna com Portugal.

O chefe do executivo português lembrou que na segunda-feira vão ser definidas as regras que devem passar por manter a livre circulação de mercadorias e garantir os direitos dos trabalhadores, mas deverá haver uma restrição às viagens de turismo ou lazer.

António Costa acrescenta que é necessário que certos setores não deixem de funcionar: abastecimento de bens essenciais, comunicação social, atividade dos profissionais de saúde.

O primeiro-ministro disse também que se o Presidente da República entender decretar o estado de emergência, o Governo não dará parecer negativo. "As restrições à circulação têm sido cumpridas pelos portugueses e as forças de segurança têm dito que não têm necessidade, para já, de haver qualquer reforço dos seus poderes de autoridade", disse o primeiro-ministro, António Costa, na residência oficial, em São Bento, Lisboa.

O chefe de Estado adiantou que a avaliação da situação vai continuar em conjunto com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que convocou o Conselho de Estado para a próxima quarta-feira, e que se o chefe de Estado entender decretar o estado de emergência "o Governo não dará parecer negativo".

Curva epidemiológica deve aumentar pelo menos até ao fim de abril

A ministra da Saúde, Marta Temido, adiantou hoje que com dados disponíveis à data é previsível que a curva epidemiológica do novo coronavírus "aumente pelo menos até ao final de abril".

Na habitual conferência de imprensa para balanço sobre a Covid-19, Marta Temido deu ainda conta de que há "18 casos internados em unidade de cuidados intensivos e oito desses casos são críticos", que inspiram preocupação.

"Com dados que dispomos à data é previsível que a curva epidemiológica aumente pelo menos até ao final de abril. Até lá, o comportamento da curva dependerá também do nosso comportamento individual", adiantou.

Neste momento, em Portugal, além dos 245 infetados, há 1746 casos não confirmados e 281 a aguardar resultados.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.