Última hora
This content is not available in your region

União Europeia cerra fileiras na "guerra" contra a Covid-19

euronews_icons_loading
Unidade Militar de Emergência (UME) conta com mais de 1100 efetivos em Espanha
Unidade Militar de Emergência (UME) conta com mais de 1100 efetivos em Espanha   -   Direitos de autor  AP Photo/Carlos Gil
Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia cerra fileiras na "guerra" anunciada em França contra a Covid-19.

Os estados de emergência sucedem-se pelos países mais afetados pela pandemia entre os "27" e Portugal pode juntar-se à lista esta quarta-feira depois de já ter também implementado a quarentena a nível nacional, ter suspendido voos para os países mais afeitados e ter reinstalado o controlo das fronteiras terrestres com Espanha

As pessoas estão proibidas de circular e de viajar se tal não for essencial.

Em França, a quarentena é flexível e permite sair de casa em algumas exceções como, por exemplo, por motivos profissionais ou para um simples exercício físico porque o governo considera importante que os cidadãos se mantenham saudáveis.

Mas quem tem de se deslocar para o local de trabalho tem de ter uma declaração oficial a justificar essa deslocação ou mesmo se apenas tiver saído de casa para se exercitar. Em qualquer dos casos, os contactos sociais a curta distância estão proibidos e podem ser punidos

Nos supermercados, em diversos países europeus, o pânico inicial levou ao açambarcamento de alguns bens essenciais.

O papel higiénico, por exemplo, ameaça tornar-se no "ouro" destes tempos de "guerra" contra o novo coronavírus.

As máscaras sanitárias, essenciais para quem padece de problemas respiratórios que se podem agravar com a Covid-19, também desapareceram das prateleiras das farmácias e há inclusive quem esteja a aproveitar em Itália para as revender no mercado negro a um preço seis vezes mais alto que o normal.

No balanço global deste surto de Covid-19, há registo de mais de 190 mil casos de infeção em todo mundo, pelo menos 7.500 mortes e mais de 80 mil pessoas recuperadas da infeção pelo novo coronavírus.