Última hora
This content is not available in your region

Índia enforca culpados de violação em grupo

euronews_icons_loading
Índia enforca culpados de violação em grupo
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Houve festejos em Nova Deli, por causa do enforcamento de quatro homens que violaram em grupo uma estudante de fisioterapia de 23 anos, que acabou por morrer. A violação aconteceu num autocarro na capital da Índia, em 2012.

A família da jovem congratulou-se por ter sido feita Justiça. "O crime que foi cometido contra ela vai sempre causar-me tristeza, mas sinto-me orgulhosa, porque se ela fosse viva, hoje eu seria mãe de uma 'doutora'. E sinto-me orgulhosa por tê-la trazido ao mundo e por agora ser conhecida como mãe da vítima. Não consegui salvar a vida dela, mas lutei para que fosse feita Justiça. Portanto, acabo de cumprir os meus deveres como mãe", afirmou Asha Devi, mãe da vítima.

Em 2012, o crime gerou protestos em massa em todo o país e chamou a atenção internacional.

Em dezembro de 2012, um grupo de homens violou e espancou uma mulher num autocarro e depois atirou-a do veículo. A estudante morreu duas semanas depois.

O quinto suspeito suicidou-se na prisão antes do julgamento. O sexto alegado membro do grupo, menor aquando da violação, cumpriu três anos num centro de detenção juvenil.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.