Irão liberta cientista francês Roland Marchal

Irão liberta cientista francês Roland Marchal
Direitos de autor THOMAS SAMSON/AFP
Direitos de autor THOMAS SAMSON/AFP
De  Pedro Sacadura com AFP, EFE
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Investigador estava preso desde 2019. Em troca autoridades gaulesas libertaram também engenheiro iraniano em risco de ser extraditado para os EUA

PUBLICIDADE

Detido em junho de 2019 juntamente com a parceira Fariba Adelkhah por acusações de "conspiração contra a segurança nacional", o cientista francês Roland Marchal - investigador no Centro de Pesquisa Internacional de Paris - foi libertado pelas autoridades iranianas.

Em troca, França libertou também o engenheiro iraniano Jallal Rohollahnejad. Estava detido há mais de um ano e corria o risco de ser extraditado para os EUA.

Rohollahnejad tinha sido condenado por contornar as sanções norte-americanas contra o Irão.

O presidente francês apelou às autoridades iranianas para libertarem Fariba Adelkhah. O estado de saúde frágil, agravado por uma greve fome, faz temer o pior cenário perante o impacto do surto do novo coronavírus no Irão.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ataques israelitas a campos de refugiados em Gaza fazem vários mortos e feridos

Israel mata comandante do Hezbollah no Líbano

Embaixador da Autoridade Nacional Palestiniana em Espanha: "É possível que já estejamos a viver uma guerra mundial"