Última hora
This content is not available in your region

França prolonga o isolamento obrigatório

euronews_icons_loading
Franceses vão ter de continuar em distanciamento social para lá de 31 de março
Franceses vão ter de continuar em distanciamento social para lá de 31 de março   -   Direitos de autor  AP Photo/Francois Mori
Tamanho do texto Aa Aa

França vai prolongar o isolamento obrigatório que terminava na próxima terça-feira por mais 15 dias, até ao dia 15 de abril.

A decisão foi avançada pelo primeiro-ministro francês.

Edouard Philippe sublinhou que o país está ainda no início da vaga epidémica e deixou em aberto a possibilidade da fase de isolamento poder ser prolongada mais vezes.

As regras para sair de casa mantêm-se: trabalho, compras de bens essenciais ou da farmácia, consultas médicas de urgência, auxílio à família ou exercício físico.

A propagação do coronavírus não dá tréguas e o prolongamento do isolamento obrigatório parece ser uma decisão que vai ser adotada por vários países na Europa.

Esta sexta-feira, a Bélgica também prolongou a medida por mais duas semanas.

A Comissão Europeia defende que a saída dos cidadãos dos regimes de confinamento deverá ser coordenada a nível europeu e com uma estratégia semelhante para todos.

A presidente da Comissão, Ursula Von der Leyen, revelou que Bruxelas está a trabalhar com especialistas para perceber a forma e a altura certa de regressar à normalidade”. Von der Leyen defende que a decisão tem de ser baseada na ciência e coordenada entre todos os estados-membros.