EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

OMS inicia testes em seres humanos na luta contra a Covid-19

OMS inicia testes em seres humanos na luta contra a Covid-19
Direitos de autor Ted S. Warren/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Direitos de autor Ted S. Warren/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
De  Francisco Marques
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Noruega e Espanha são os países eleitos pela Organização Mundial de Saúde para começar a testar quatro drogas em diversas combinações

PUBLICIDADE

A Noruega e a Espanha vão ser palco dos primeiros grandes testes da Organização Mundial de Saude a quatro drogas, na luta contra a pandemia de Covid-19.

Medicamentos de combate á malária e ao ébola estão incluídos no lote de drogas e o primeiro teste estava previsto começar este sábado no Hospital Universitário de Oslo

O diretor do conselho de investigação da Noruega explicou-nos que "o medicamento da malária ajuda a reduzir a inflamação e combate o parasita, e pode ser um eventual mecanismo de ação".

Sobre o medicamento do ébola, John-Arne Røttingen diz-nos ter sido "desenvolvido para combater o vírus e diversos outros vírus". "Se também funciona contra este novo coronavírus, ainda não sabemos", assume.

Cabe aos testes agora em curso responder às duvidas dos biomédicos.

O diretor geral da OMS estima que uma eventual vacina pode demorar ainda pelo menos um ano e meio, mas este estudo pode acelerar o processo.

Anne-Ma Dyrhol Riise, do departamento de infecções do Hospital Universitário de Oslo, promete: "Assim que houver confirmação de que um destes medicamentos é eficaz, os testes são suspensos e o medicamento será oferecido."

Mais de 45 países estão a contribuir para esta pesquisa. A OMS apela a participação de voluntários com mais de 18 anos e alerta contra o uso de terapêuticas não comprovadas na luta contra a Covid-19.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Polémica demissão do coordenador científico da UE

Estudo da OMS revela que um em cada seis jovens é vítima de cyberbullying na Europa

Surto de sarampo na Europa: casos aumentaram 30 vezes no período de um ano