Última hora
This content is not available in your region

Mais 849 mortes por Covid-19 em Espanha

euronews_icons_loading
Virus Outbreak Spain
Virus Outbreak Spain   -   Direitos de autor  Felipe Dana/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

O número de mortes diárias em Espanha por Covid-19 atingiu um novo recorde: a doença matou 849 pessoas, embora esses dados não se refiram estritamente a um período de 24 horas, já que contam também com os dados do fim de semana que não tinham sido contabilizados, como explicou Fernando Simón, o diretor do centro de alertas e emergências médicas do Ministério da Saúde espanhol.

Simón apresentou os números a partir de casa, uma vez que está, ele próprio, infetado pelo vírus: "Sabemos e podemos ver, a partir dos dados que recolhemos, que os números anunciados ficam habitualmente abaixo dos reais e há alguns atrasos nos anúncios, por isso podemos dizer que as descidas observadas no fim de semana não terão sido tão acentuadas como se pensava. Apesar dos números de hoje, acreditamos que a tendência dos últimos dias se mantém", disse.

Habitual cara das conferências de imprensa sobre a Covid-19, Fernando Simón está, ele próprio, infetado com o vírus.

Espanha conta com 8189 mortes, até agora, e é o segundo no mundo em termos de mortes por Covid-19, atrás da Itália. O ritmo de aumento de casos esteve também a crescer, com 9000 novas infeções registadas no último dia. O país tem agora mais de 94 mil infetados.

Apesar da abertura de hospitais de campanha, nomeadamente a estrutura montada no centro de exposições de Madrid, a principal preocupação das autoridades sanitárias espanholas é a falta de camas nos cuidados intensivos. Pelo menos seis comunidades autónomas estão no limite. Há também uma falta de pessoal médico especializado.

Nas últimas horas, chegaram a Espanha, vindas da China, 20 milhões de unidades de material, incluindo equipamento de proteção pessoal para profissionais de saúde e um milhão de testes rápidos.