Última hora
This content is not available in your region

Macron prolonga confinamento até 11 de Maio

euronews_icons_loading
Macron prolonga confinamento até 11 de Maio
Direitos de autor  Christophe Ena/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

França vai manter as restrições de movimento e restantes medidas de confinamento durante pelo menos mais quatro semanas.

O anúncio foi feito pelo presidente Emmanuel Macron, na quarta alocução ao país desde o início da crise do coronavírus.

O confinamento estrito deve continuar até ao dia 11 de Maio. Durante este período, é a única forma de agir com eficácia. É condição obrigatória para travar ainda mais a propagação do vírus, conseguir recuperar lugares disponíveis nas unidades de cuidados intensivos e permitir que os profissionais de saúde reconstituam as suas forças.
Emmanuel Macron
presidente da França

A Covid-19 fez até ao momento perto de 15.000 mortos em França e há quase 10.000 pessoas hospitalizadas.

Durante o discurso, Macron prometeu um forte aumento no equipamento de reanimação à disposição dos hospitais e, apesar de ter admitido que a França "não estava suficientemente preparada" para a epidemia, garantiu que até ao dia 11 de maio o país estará em capacidade de "testar todas as pessoas que apresentem sintomas" no território.

O presidente voltou a prometer também o apoio às empresas e ao mercado de trabalho e anunciou a reabertura progressiva de jardins de infância e escolas dentro de um mês.