Última hora
This content is not available in your region

Trump fala em pico de casos de Covid-19 em locais críticos dos EUA

euronews_icons_loading
Trump fala em pico de casos de Covid-19 em locais críticos dos EUA
Direitos de autor  Alex Brandon/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Donald Trump anunciou que as taxas de infeção em pontos críticos dos EUA relacionados com o novo coronavírus estão a descer.

O Presidente dos EUA sublinhou também que mais estados caminham para uma reabertura.

"Achatámos a curva. fizemos realmente grandes progressos, mas temos de nos proteger porque não queremos uma recuperação do vírus."

Mas se por um lado Trump ambiciona desesperadamente o regresso da atividade económica à normalidade, por outro também teceu críticas à decisão do governador republicano da Geórgia, de abrir salões de beleza, spas e outros estabelecimentos esta sexta-feira.

Para Trump, o clima económico continua a ser uma das principais dores de cabeça até por que as sondagens sugerem que a população está mais cautelosa. Uma sondagem da The Economist/YouGov revelou que uma maioria dos inquiridos sente que o distanciamento social não poderá ser aliviado antes de 1 de maio.

Ainda assim, os protestos contra o confinamento mantêm-se, a par do agravamento das condições de vida de milhões de desempregados. Para fazer frente ao problema, Donald Trump assinou o decreto que suspende a imigração nos EUA durante 60 dias. Em conferência de imprensa sublinhou que desta forma "os americanos desempregados, de todas as origens, serão os primeiros da fila para empregos quando a economia reabrir."