Última hora
This content is not available in your region

Novo ministro da Justiça toma posse

euronews_icons_loading
Novo ministro da Justiça toma posse
Direitos de autor  Presidência do Brasil
Tamanho do texto Aa Aa

Tomou posse, esta quarta-feira, o novo ministro da Justiça do Brasil. André Mendonça, que ocupava o cargo de advogado-geral da União, não foi a primeira escolha do Presidente Jair Bolsonaro que pretendia ver no cargo Jorge Oliveira, atual secretário-geral da Presidência, mas este terá recusado e acabou por vingar o nome que teve o apoio da cúpula militar. Mendonça, pastor numa igreja Presbiteriana, é também, e entre outras coisas, mestre em estratégia anticorrupção e promete trabalhar com Bolsonaro.

Mendonça assume o lugar deixado vago por Sérgio Moro. O antigo juíz federal responsável pela Lava Jato, demitiu-se acusando o chefe de Estado de interferir e tentar politizar a Polícia Federal. Jair Bolsonaro tinha, aliás, demitido o diretor-geral desta força policial, Maurício Valeixo. O que terá desencadeado a saída de Moro.

No lugar vago o presidente queria Alexandre Ramagem, amigo da sua família, chegou mesmo a assinar o decreto de nomeação, mas a decisão do Supremo Tribunal Federal de suspender o referido documento levou Bolsonaro a anular a nomeação, pelo menos por agora.

Entretanto um juiz do Supremo Tribunal Federal autorizou a abertura de um inquérito para apurar as acusações feitas por Sérgio Moro ao presidente. Bolsonaro nega tudo e chegou mesmo a dizer que se Moro queria "autoridade e independência" deveria candidatar-se à presidência.