Última hora
This content is not available in your region

China esquece epidemia e vai de férias

euronews_icons_loading
China esquece epidemia e vai de férias
Direitos de autor  GREG BAKER/AFP or licensors
Tamanho do texto Aa Aa

Pequim garante ter a epidemia de covid-19 controlada mas este fim de semana tem um teste de fogo. O período de férias do 1.º de Maio provocou um aumento considerável de tráfego rodoviário, com uma fatia considerável da população a deixar por uns dias o rebuliço das grandes cidades.

As autoridades locais admitem que o número de veículos nas estradas chinesas é duas a três vezes superior ao habitual mas o aumento de tráfego também se faz sentir nas ligações aéreas. São esperados perto de três milhões de passageiros nos voos internos durante os cinco dias de férias.

Pequim será um dos principais destinos, depois de levantada a quarentena obrigatória para os passageiros provenientes das zonas de risco.

As principais atrações turísticas do país já aconselharam a reserva antecipada de bilhetes para poderem controlar melhor o fluxo de visitantes.

As autoridades apelam ao respeito das medidas de higiene. Para Pequim, todo o cuidado é pouco. Afinal de contas foi durante o período de férias do ano novo chinês que a epidemia se tornou incontrolável.