Covid-19 não afasta migrantes da Rota dos Balcãs

Covid-19 não afasta migrantes da Rota dos Balcãs
Direitos de autor Euronews
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

160 novos migrantes foram encontrados em florestas perto de Trieste, em Itália, junto à fronteira com a Eslovénia.

PUBLICIDADE

Com a maior parte do mundo de portas fechadas, ao abrigo do surto de Covid-19, os migrantes continuam a fazer a viagem da Ásia Central para a Europa.

160 pessoas, na maioria homens jovens, que dizem vir do Afeganistão e Paquistão, foram encontrados esta terça-feira em florestas na zona de Trieste, em Itália, junto à fronteira com a Eslovénia.

Levados para instalações militares e depois de submetidos a um primeiro exame médico, os recém-chegados vão agora ter de passar os quinze dias obrigatórios de quarentena, tal como aconteceu com a maior parte dos cerca de quatro mil migrantes que chegaram a Itália desde o início do ano.

A região de Friul-Veneza Júlia pediu mais ação da parte dos países dos Balcãs para controlar esta rota migratória.

A Agência das Nações Unidas para a migração alertou recentemente para os riscos acrescidos que os migrantes enfrentam com esta crise sanitária.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Lampedusa está sobrecarregada depois de receber mais de 1000 migrantes em 24 horas

Salvini julgado por recusar desembarque de migrantes: "Orgulhoso do que fiz"

A crise dos migrantes na fronteira franco-italiana