Bebés bloqueados em hotel de Kiev

Bebés bloqueados em hotel de Kiev
Direitos de autor Efrem Lukatsky/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Fecho de fronteiras devido ao coronavírus impede pais adotivos vindos de vários pontos do mundo de recuperar crianças nascidas de "barrigas de aluguer"

PUBLICIDADE

Cinquenta e um bebés estão bloqueados num hotel de Kiev, capital da Ucrânia, sem poderem ser recuperados pelos pais em consequência das medidas de confinamento contra o coronavírus.

Os bebés nasceram de mães ucranianas, contratadas como "barrigas de aluguer" por pais adotivos vindos dos quatro cantos do mundo.

Estas crianças que aqui estão representam todas um problema, porque não podem ser reunidas com os pais, provenientes da China, França, Espanha, Itália, Estados Unidos e Bulgária. Estão todos na mesma situação, pelo facto das fronteiras estarem fechadas.
Lyudmyla Denisova
Comissária para os Direitos Humanos na Ucrânia

A prática das "barrigas de aluguer" é comum na Ucrânia, com várias clínicas especializadas no país, que contam com uma clientela essencialmente internacional.

Em todo o país, há neste momento cerca de uma centena de recém-nascidos na mesma situação, mas as autoridades temem que uma extensão nas restrições fronteiriças afete milhares de bebés.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

População da China diminui pelo segundo ano consecutivo

Rishi Sunak pede desculpa aos familiares das vítimas da Covid-19

Rei da Suécia entrega os Prémios Nobel de 2023