Última hora
This content is not available in your region

Reino Unido impõe quarentena a quem entrar no território

euronews_icons_loading
Reino Unido impõe quarentena a quem entrar no território
Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

Quarentena ou multa. O Reino Unido anunciou que a partir do dia 8 de junho quem entrar no território tem que se submeter a uma quarentena de 14 dias sob pena de ser multado em mil libras. A desobediência pode dar lugar a um processo judicial com vista a uma multa mais pesada.

Haverá exceções para funcionários de transporte de carga, médicos da linha da frente e trabalhadores agrícolas sazonais.

"Vamos realizar inspeções a partir de meados de junho para garantir que as pessoas estão a auto isolar-se. Os estrangeiros que se recusarem podem ser impedidos de entrar", declarou a ministra do Interior, Pritti Pratel.

Inicialmente, Londres tinha intenções de não aplicar a medida aos cidadãos franceses mas depois de considerações da União Europeia sobre o acordo desejado entre os dois lados do canal da mancha, o governo de Boris Johnson recuou. Entretanto, em França, já num fim de semana prolongado, muitas pessoas aproveitaram o calor para se banharem nas praias. E muitos quebraram a interdição de se estenderem ao sol.

Em Génova, Itália, é possível fazer desporto e nadar nas praias, que vão abrir a diferentes horas. Mas deitar-se ao sol também não é permitido. As praias vão ter o espaço dividido e quem não manter a distância será multado

E em Espanha, o governo autorizou o aliviar das restrições nas zonas mais atingidas de Madrid e Barcelona a partir de segunda-feira.

Significa que os restaurantes vão poder servir nas esplanadas e os bares podem funcionar com 50 % da capacidade. A reabertura de pequenas lojas, museus e locais de culto também está autorizada.