Última hora
This content is not available in your region

Putin anuncia parada militar em Moscovo

euronews_icons_loading
Vladimir Putin
Vladimir Putin   -   Direitos de autor  Alexei Nikolsky/Sputnik
Tamanho do texto Aa Aa

De uma Praça Vermelha deserta - numa Moscovo em confinamento até 31 de maio, pelo menos -, Vladimir Putin quer passar a uma parada militar à medida dos 75 anos da vitória sobre a Alemanha nazi, na Segunda Guerra Mundial.

O dia anunciado é 24 de junho embora, na verdade, a data histórica reporte ao dia 9 de maio. Na altura, o contexto sanitário não permitiu as celebrações que, no ano passado, juntaram meio milhão de pessoas na capital russa.

Agora, o presidente declara que o número de contágios da Covid-19 está a estabilizar e que é preciso honrar aquele que é, nas suas palavras, o "feriado mais valioso" que a Rússia tem. Recorde-se que, no início de maio, Putin depositou uma coroa de flores no Túmulo do Soldado Desconhecido, em Moscovo.

A cidade, que implementou medidas como a emissão de códigos de barras para cada deslocação privada, continua a ser o epicentro de uma crise sanitária com mais de 362 mil contágios, 3.800 mortes e quase 9 mil novos casos no espaço de um dia.