Última hora
This content is not available in your region

França passa à segunda fase do desconfinamento

euronews_icons_loading
França passa à segunda fase do desconfinamento
Direitos de autor 
Tamanho do texto Aa Aa

França passa à segunda fase do desconfinamento a partir de 2 de junho. Bares, restaurantes, cafés, museus e mais escolas podem voltar a funcionar na maior parte do país. O primeiro-ministro Edouard Philippe anunciou a fase 2 assim como o fim das restrições às deslocações de mais de 100km, nas regiões que fazem parte da zona verde.

O surto de covid-19 está controlado na maior parte do país, mas a capital é exceção. Paris tem de esperar até ao dia 22 de junho para passar à segunda fase. França pretende também reabrir as fronteiras com outros países europeus a 15 de junho. No entanto, mantém-se a proibição de reuniões com mais de dez pessoas em espaços públicos.

À medida que os países europeus levantam gradualmente as restrições, o secretário-geral da ONU, António Guterres, deixou um alerta a mais de 50 Chefes de Estado e de Governo durante uma reunião para dar resposta à COVID19. Pediu ação imediata caso contrário a pandemia causará uma devastação inimaginável em todo o mundo.

No Reino Unido, a partir da próxima semana os encontros ao ar livre vão ser permitidos.

Neste momento, as pessoas podem reunir-se em parques, mas não em jardins privados. Foi um primeiro passo cauteloso, mas sabemos que não existem diferenças em termos de riscos para a saúde, por isso a partir de agora serão permitidos encontros em jardins particulares, assim como noutros espaços ao ar livre.
Boris Johnson
Primeiro-ministro do Reino Unido

O Reino Unido aplaudiu os profissionais da Saúde pela décima semana consecutiva, talvez a última. O fundador do tributo “Clap for Carers” defende que movimento simbólico que acompanhou as pessoas durante a crise se deve transformar num evento anual.