Última hora
This content is not available in your region

Europa caminha rumo à normalidade

euronews_icons_loading
Europa caminha rumo à normalidade
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Ainda não voltou a agitação do costume no coração de Paris mas para lá se caminha. Bares e restaurantes reabrem esta terça-feira, se bem que por enquanto, na capital francesa, o serviço esteja limitado à esplanada. O país entrou na fase dois do desconfinamento, o que significa também a reabertura de museus e atrações turísticas e o fim das restrições à circulação no território nacional, que impediam os franceses de se afastar mais de cem quilómetros da residência.

Nos Países Baixos, a reabertura de cafés e bares teve lugar um dia antes com um limite máximo de trinta pessoas por estabelecimento e uma distância mínima de um metro e meio. O sol deu uma ajuda e milhares de pessoas aproveitaram a ocasião.

Em Espanha também se caminha rumo à nova normalidade. Esta segunda-feira foi o dia de regresso às aulas para parte dos estudantes, com um limite máximo de quinze alunos por sala. Os docentes são obrigados a usar máscara, os alunos não, mas são recomendados a fazê-lo.

No Reino Unido, o regresso à escola também foi feito a meio gás. Por enquanto apenas se destina aos mais novos mas a medida deu origem a críticas de pais e sindicatos, ou não tivesse o país uma média superior a 1500 novos casos diários na última semana.

Kevin Courtney, do Sindicato Nacional da Educação, sublinha que ainda é demasiado cedo, uma vez que o número de casos ativos precisa de ser mais baixo e sistema de rastreamento de contactos precisa de estar a funcionar, acrescentando que estas preocupações são partilhadas pela comunidade científica.

O governo defende-se e diz que a reabertura de escolas irá permitir aos alunos recuperar o tempo perdido, e aos pais regressar ao trabalho.