Última hora
This content is not available in your region

Luta contra a Covid-19 continua na Europa

euronews_icons_loading
Luta contra a Covid-19 continua na Europa
Direitos de autor  Dursun Aydemir/Anadolu Ajansı
Tamanho do texto Aa Aa

Enquanto se procura uma vacina eficaz para prevenir uma infeção pelo novo coronavírus a única solução é manter o distanciamento social e cumprir as medidas sanitárias, como lavar as mãos, sistematicamente.

Para já, as autoridades discutem a matéria e tentam angariar dinheiro. O Reino Unido é o anfitrião da "Global Vaccine Summit", uma cimeira que reúne, por videoconferência, mais de 50 países, como explicou Boris Johnson, e que terá a participação de figuras como Bill Gates e onde se espera arrecadar mais de sete mil milhões de euros para a aliança Gavi criada, exatamente, para a área das vacinas.

São muitos os países e organizações que estão na corrida para encontrar uma solução. França, Alemanha, Itália e Países Baixos criaram, também eles, uma aliança com o objetivo de acelerar o processo de descoberta de uma vacina, em solo europeu. Rússia e Turquia concordaram em cooperar nesta investigação.

Mas as Nações Unidas e a Cruz Vermelha alertam que as vacinas devem ser desenvolvidas a pensar no todo e não apenas em termos nacionais, ou regionais. Pede-se às autoridades, a nível mundial, países ricos ou pobres, que trabalhem juntas nesta luta. "Todos devem ter acesso aos tratamentos que salvam vidas" frisa o responsável desta organização, Francesco Rocca.

A Suécia tem sido o país com regras mais díspares, em relação ao resto do mundo. Não foram impostas restrições, de facto, apesar de ser o país entre os mais a norte na Europa mais afetado, com o maior número de mortes e de infetados.

Ainda assim, as autoridades de Saúde do país continuam a defender as decisões tomadas. O epidemiologista Anders Tegnell diz que continuam satisfeitos com a estratégia seguida, que ela está a funcionar bem já que o nível de propagação do vírus é baixo, apesar do elevado número de óbitos. Acrescenta que estão a trabalhar para contrariar essa situação e que esta taxa está já a baixar, e rapidamente.

A Grécia reduziu as restrições e as medidas que estão a ser aplicadas vão minorando eventuais problemas. Os turistas estrangeiros fazem o teste ao novo coronavírus à chegada ao país e 12, num voo com 91 passageiros, deram positivo no teste. Foram colocados, de imediato em quarentena.