Última hora
This content is not available in your region

Europa reabre fronteiras com prudência

euronews_icons_loading
Europa reabre fronteiras com prudência
Direitos de autor  Antonio Calanni/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Ao fim de mais de 3 meses, a reabertura das fronteiras em Itália foi esta quarta-feira assinalada com alívio e expectativa. O país foi um dos mais afetados do mundo pela pandemia. É ainda o terceiro com mais mortes. Internamente, as restrições à circulação já tinham sido levantadas. Faltava voltar a poder receber turistas.

A partir de agora, quem chega do espaço Shengen não precisa de fazer quarentena, mas, para já, os voos internacionais foram retomados apenas nos aeroportos de Milão, Roma e Nápoles.

Alemanha pede prudência nas viagens em lazer

Há mais de duas semanas que os controlos nas fronteiras alemãs estão mais brandos, mas a proibição de viagens em turismo mantém-se. Só termina a 15 de junho e apenas para os países europeus. Berlim continua a recomendar prudência nas viagens para alguns destinos.

O ministro alemão dos Negócios Estrangeiros lembra que "avisos de viagem não são proibições" e que "conselhos não são convites". Heiko Maas apela a uma acção concertada e responsável para impedir "que uma retoma do turismo leve a uma segunda vaga d a pandemia na Alemanha, mas também em outros lugares".

Portugal mantém apenas a fronteira terrestre encerrada com a Espanha. O ministro português da administração Interna admitiu prolongar o corte até ao final de junho se as autoridades espanholas mantiverem a quarentena.