Última hora
This content is not available in your region

Eslováquia abre as fronteiras a mais 16 países

euronews_icons_loading
Eslováquia abre as fronteiras a mais 16 países
Direitos de autor  Michal Svitok/AP
Tamanho do texto Aa Aa

A Eslováquia continua a levantar as medidas adotadas para impedir a propagação da pandemia provocada pelo coronavírus.

Desde esta quarta-feira os aeroportos foram abertos a passageiros provenientes da Alemanha, Lichtenstein, Suíça, Eslovénia, Croácia, Bulgária, Grécia, Chipre, Malta, Estónia, Lituânia, Letónia, Finlândia, Noruega, Dinamarca e Islândia.

A porta-voz do aeroporto de Bratislava, Veronika Sefcikova, diz que a "A Ryanair, a maior companhia aérea, planeia retomar os voos para Burgas na Bulgária, Paphos, no Chipre, e na Grécia, Corfu e Salónica".

Quem entra na Eslováquia proveniente as zonas autorizadas não precisa de se submeter a quarentena nem fazer teste de despistagem da COVID-19.

De fora ficam ainda os países do sul da Europa, Portugal incluído.

O governo do primeiro-ministro Igor Matovic coordena a abertura ao mundo com o comité de peritos. Espera-se que, até ao final do mês de junho, sejam autorizados voos da Eslováquia para outros destinos como as ilhas gregas de Creta, Rodos e Zakynthos; Burgas, na Bulgária e Larnaca, no Chipre.