EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Confinamento deixou marcas nas crianças

Confinamento deixou marcas nas crianças
Direitos de autor AFP
Direitos de autor AFP
De  Teresa Bizarro
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Uma em cada quatro crianças manifesta sinais de ansiedade, mas o isolamento social e ausência de aulas presenciais podem ter deixado mazelas psicológicas mais sérias. O aviso é feito por várias organizações não governamentais

PUBLICIDADE

Mil e trezentos milhões de crianças estiveram sem ir à escola nos últimos meses, em todo o mundo. A organização não governamental Save the Children diz que uma em cada quatro crianças manifesta sinais de ansiedade na sequência do confinamento e avisa que o isolamento social e ausência de aulas presenciais podem ter deixado mazelas psicológicas mais sérias, incluindo a depressão.

Em Itália, a herança da Covid-19 é ainda mais pesada. De acordo com dados oficiais do governo, mais de 65% dos menores manifestam problemas comportamentais.

Paolo Petralia, director-geral de um hospital pediátrico de Génova, conta que "nos desenhos que receberam das famílias, as palavras-chave eram "medo" e "mau". "Estar em casa foi representado com esta palavra 'mau'," afirma.

Para Sandra Zampa, a subsecretária do Ministério da Saúde de Itália, os números confirmam que a quebra das rotinas de segurança durante o confinamento teve consequÊncias em muitas crianças"

Há vários relatórios a confirmar este impacto. A Federação britânica de Investigação na Educação revela que cerca de 90 por cento dos professores acredita que os alunos estão muito aquém do conhecimento que deveriam ter adquirido. Estima-se que só no Reino Unido, dois milhões de aunos dedicaram menos de uma hora por dia ao estudo nos últimos meses. A situação agrava-se nos grupos mais vulneráveis.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

UE deverá criar Garantia para Crianças Vulneráveis

Doutores-palhaços esforçam-se para manter riso durante pandemia

Polícia alemã descobre cinco crianças mortas num apartamento