Última hora
This content is not available in your region

Jardins Zoológicos do Reino Unido reabriram

euronews_icons_loading
Jardins Zoológicos do Reino Unido reabriram
Tamanho do texto Aa Aa

O Jardim Zoológico de Londres abriu as portas após três meses de encerramento.

Uma das maiores atrações turísticas da cidade poderia ter sido vítima da pandemia, pelos enormes custos de alimentação dos animais - cerca de um milhão de euros por mês.

Em desespero, os responsáveis chegaram a temer o pior cenário, explica o responsável, Dan Simmonds: "Estávamos a começar a pensar no pior, se o encerramento tivesse continuado por mais 6 meses e as nossas finanças estivessem literalmente secas - teríamos então de ver como iríamos alimentar todos estes animais. Felizmente não chegámos perto disso, mas se o encerramento tivesse continuado durante um período significativo, penso que todos os jardins zoológicos teriam tido de fazer algumas perguntas muito, muito difíceis".

As novas regras ditam que não há interação com os animais. Em vez disso, existem itinerários unidirecionais e sinalização que recordam às pessoas a necessidade de manterem o distanciamento.

"Penso que é totalmente compreensível que partes do jardim zoológico permaneçam fechadas, mas ainda assim para o meu filho, que tem dois anos e meio, - que adora ver o gorila, o tigre e todos os animais - foi uma experiência incrível e ele está muito feliz".

A repórter da Euronews, Victoria Smith, pergunta: "Espera-se que atrações clássicas, como os pinguins no zoo de Londres, atraiam as multidões, mas e os jardins zoológicos mais pequenos que dependem de experiências interativas? Como irão lidar com o novo zoo normal"?

O Cedars Nature Centre, em Hertfordshire, é um dos zoos mais pequenos do Reino Unido - lar de uma doninha de água doce listada. Aqui ofereciam-se experências interativas, mas, agora, acabou.

O diretor do centro, Nick Spellman, diz que "Tocar fisicamente nos animais é algo que o público já não poderá fazer". As pessoas poderão chegar bem perto, a menos de 2 metros, para tirar fotografias, mas tudo vai mudar neste centro e em todos os outros jardins zoológicos do Reino Unido".

Este zoo considerou a possibilidade de encerrar, mas a resposta da comunidade local ao apelo lançado, acabou por salvar o espaço.

Assim, os visitantes voltem este verão.