Última hora
This content is not available in your region

"Casa Patas": A meca do flamenco em Madrid já não abre

euronews_icons_loading
"Casa Patas": A meca do flamenco em Madrid já não abre
Direitos de autor  Miguel Morenatti/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Morreu, vítima da COVID-19, a famosa "Casa Patas", templo por excelência do flamenco, em Madrid.

Obrigado a encerrar por causa da pandemia, este clube, com presença em todos os guias turísticos, não volta a abrir as portas.

"É absolutamente inviável fazer um espetáculo de flamenco, ou de qualquer outro tipo de música ou disciplina artística, com uma lotação à volta dos 20% do habitual. Economicamente é impossível, não ´é rentável", diz o dono do clube, Martin Guerrero.

A "Casa Patas" surgiu em 1984 numa antiga cristalaria e rapidamente se tornou na meca do flamenco na capital espanhola.

Martin Guerrero não tem dúvida: "Fecha a Casa Patas. Uns hibernam, outros caiem. Os palcos vão estar encerrados uns meses, uns anos, mas o flamenco sobreviverá, claro!"

Mas a "Casa Patas" era muito mais que flamenco, era também uma referência gastronómica, de que muitos vão ter saudades, em Madrid.