João Lourenço diz que Angola "tem mais" do que petróleo e diamantes

João Lourenço, presidente de Angola
João Lourenço, presidente de Angola Direitos de autor Pavel Golovkin/Copyright 2018 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews com Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O presidente angolano defendeu as virtudes de outros recursos do país.

PUBLICIDADE

Angola "tem muito mais" do que apenas petróleo e diamantes, defendeu hoje o presidente angolano, João Lourenço, em declarações à margem da inauguração do novo Instituto Geológico (IGEO) do país, em Luanda.

O chefe do executivo angolano assinalou ainda que o IGEO tem tecnologia de ponta e quadros qualificados, na maioria jovens angolanos, servindo não apenas o setor das ciências geológicas e mineiras, mas também o setor dos petróleos, da agricultura e da construção civil e outros.

“Nós temos puxado pelo ministro dos Recursos Minerais e Petróleo no sentido de procurar explorar todos os recursos de que Angola dispõe. Até aqui os recursos mais explorados são o petróleo, o gás e o diamante, mas, como acabámos de ver nas amostras apresentadas, o país tem muito mais”, sublinhou.

João Lourenço acrescentou ainda que o IGEO “vai ser útil aos investidores que precisam de informação geológica para poderem fazer os seus investimentos na área geológica e mineira e essa informação será colhida nesse instituto que tem capacidade para servir todo o tipo de cliente, quer seja o estado quer sejam investidores privados”.

O IGEO, cuja primeira pedra foi lançada em dezembro de 2013, tem sede em Luanda na centralidade de Kilamba, e dois centros regionais, em Lubango (província da Huíla) e Saurimo (província da Lunda-Sul).

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Descoberta de diamante histórico fruto de cooperação e tecnologia

João Lourenço 'vende' potencial angolano além do petróleo nos EUA

Cimeira da SADC: João Lourenço pede contribuições para o "reforço da integração regional”