Última hora
This content is not available in your region

Europa regista novos surtos de Covid-19

euronews_icons_loading
Europa regista novos surtos de Covid-19
Tamanho do texto Aa Aa

A cidade de Bérgamo celebra, depois de ter registado um dos piores focos do novo coronavírus, em Itália. A unidade de cuidados intensivos do Hospital local diz que está livre da Covid-19 pela primeira vez desde o início da crise.

Durante o pico, o hospital de Bérgamo chegou a ter uma centena de pacientes entubados.

No entanto, Itália não quer cometer erros sendo demasiado confiante.

O Governo proibiu a entrada de pessoas provenientes de 14 países, incluindo o Brasil, a Bósnia, ou o Peru.

Qualquer pessoa que tenha ficado ou passado por alguns desses países, nos últimos 14 dias, não poderá entrar ou transitar em Itália, exceto os italianos que devem ficar de quarentena pelo menos duas semanas.

A Roménia está, também, preocupada com o aumento de novos casos após a pandemia parecer estar sob controlo.

O país tem registado a sua maior taxa diária, com o aparecimento de surtos em várias cidades, incluindo a capital, Bucareste.

As autoridades pedem aos romenos que cumpram as regras de distanciamento social e de higiene, mas não há planos para o restabelecimento das restrições.

Entretanto, em Espanha, a contagem diária de infeções duplicou em 24 horas com o surgimento de vários surtos no país.

As autoridades das Ilhas Baleares planeiam tornar obrigatório o uso de máscaras ao ar livre a partir deste fim de semana, depois de terem detetado, esta semana, três novos surtos em Maiorca.

Em Portugal, o país continua a três velocidades com a região de Lisboa e vale do Tejo a preocupar as autoridades.

Em França e na Grécia, as autoridades advertiram que as pessoas ignoravam com demasiada frequência as orientações de segurança.

De acordo com os últimos dados, registaram-se novos casos importados de países vizinhos.

Atenas disse que pode anunciar novas restrições na segunda-feira.