Última hora
This content is not available in your region

Protestos contra reforma constitucional resultam em 140 detenções

euronews_icons_loading
Protestos contra reforma constitucional resultam em 140 detenções
Direitos de autor  AP Photo/Alexander Zemlianichenko
Tamanho do texto Aa Aa

Mais de 140 pessoas foram detidas em Moscovo depois de mais um protesto contra a reforma constitucional proposta pelo governo russo e aprovada em referendo com 78% dos votos. Os manifestantes contestam o resultado e juntaram-se com o objetivo de recolher assinaturas para tentar impedir em tribunal as mudanças na Constituição, de acordo com a organização, a petição foi assinada por mais de cinco mil pessoas.

Os protestos não se limitaram à capital russa. Na segunda cidade do país, São Petersburgo, várias centenas de pessoas também fizeram ouvir a sua voz contra o regime liderado por Vladimir Putin mas não houve registo de detenções.

Apesar do parlamento russo ter poder para decidir alterações na Constituição, o presidente russo insistiu na realização de uma consulta popular. O escrutínio foi realizado ao longo de cinco dias, sem observadores independentes e com várias queixas de irregularidades.