Última hora
This content is not available in your region

Detido suspeito de fogo posto na catedral de Nantes

euronews_icons_loading
Detido suspeito de fogo posto na catedral de Nantes
Direitos de autor  Romain Boulanger/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades francesas detiveram um suspeito de ter ateado o fogo de sábado de manhã na catedral de São Pedro e São Paulo de Nantes. O homem de 39 anos, de origem ruandesa, pertence à diocese e estava encarregue de encerrar o templo. As investigações prosseguem.

O incêndio, que segundo os investigadores teve três focos de ignição, poderia ter tido consequências mais graves, não tivesse sido a rápida ação dos bombeiros. Há a registar a destruição completa do órgão monumental com 400 anos e a rosácea da fachada do templo gótico.

O primeiro-ministro francês, Jean Castex, já esteve no local para inteirar-se dos danos e homenagear o trabalho rápido e profissional dos bombeiros.

A Catedral de Nantes já tinha sofrido outro incêndio em 1972, que obrigou a grandes reparações. Só reabriu de novo ao público 13 anos depois.