Última hora
This content is not available in your region

China ordena encerramento do consulado dos EUA em Chengdu

euronews_icons_loading
China ordena encerramento do consulado dos EUA em Chengdu
Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

Estados Unidos e China não cedem na guerra diplomática e agora foi a vez de Pequim ordenar o encerramentodo consulado norte-americano na cidade de Chengdu. Na terça-feira tinham sido os Estados Unidos a encerrar a representação diplomática chinesa em Houston.

Washington acusa ainda o consulado chinês de São Francisco de albergar uma cidadã procurada pelo FBI e acusada de fraude na candidatura ao visto de permanência no país, três outros cidadãos chineses foram detidos no mesmo processo.

Donald Trump já admitiu publicamente a possibilidade de fechar mais consulados, de acordo com Mike Pompeo, "a China está cada vez mais autoritária a nível interno e agressiva e hostil à liberdade dos outros países" pelo que o Presidente Trump disse: basta!". O responsável pela diplomacia da Casa Branca disse ainda que "a América já não pode ignorar as diferenças fundamentais a nível político e ideológico entre os dois países, tal como o partido comunista chinês nunca ignorou."

Os Estados Unidos acusam os consulados chineses no país de conivência no roubo de propriedade intelectual e divulgaram imagens do que dizem ser a destruição de documentos em Houston, depois das autoridades norte-americanas terem ordenado o encerramento do espaço.

A semana foi fértil em episódios no braço-de-ferro entre Washington e Pequim, na segunda-feira, os Estados Unidos tinham sancionado onze empresas chinesas e impedido o seu acesso a tecnologia norte-americana, acusando-as de estar ligadas à violação de direitos humanos.