As festas clandestinas em França

Preparação de uma festa em Paris
Preparação de uma festa em Paris Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Perante o encerramento das discotecas, há raves ilegais em França, mas organizadores garantem que tudo é feito com responsabilidade.

PUBLICIDADE

Se as pessoas não podem ir à discoteca, então vai a discoteca surgir espontaneamente. Em Paris, tal como um pouco por todo o lado, os espaços noturnos continuam de portas fechadas. Só que aqui não há portas, há armazéns abandonados que se transformam em templos da música eletrónica durante algumas horas.

Como diz um dos organizadores, Shai Hamed, do coletivo Trance Ta Race, trata-se de "dar às pessoas uma forma de descomprimirem".

É, obviamente, um encontro clandestino, com o local e a hora a serem anunciados no último minuto. Quem tomou a iniciativa garante que todos os participantes são incitados a ter um comportamento responsável.

Outra organizadora, Geutto Blaster One, refere que todos são incentivados a cuidar de si e dos outros à volta: "a atitude é de solidariedade, todos tomam conta de todos".

São distribuídas máscaras à entrada, há controlos de segurança, como em qualquer evento, e há um momento de evasão durante uma pandemia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Jornalistas têm acesso raro a submarino nuclear francês da classe Rubis

Polícia encontra mais de 60 quilos de canábis em casa de autarca francesa

"The place to be": Art Paris 2024 coloca as galerias de arte francesas no centro das atenções